Dicas para uma boa noite de sono: sem ronco e outros problemas

February 14, 2017

Cerca de 63% dos adultos brasileiros apresentam alguma queixa relacionada ao sono, como ronco, insônia, entre outras. Se este é seu caso, fique ligado nas dicas a seguir:

 

Uma boa noite de sono, sem ronco, insônia e outros distúrbios, pode deixar o dia seguinte mais leve e menos estressante. Porém, alguns hábitos nossos podem fazer com que o que era para ser um sono tranquilo se torne um pesadelo! Fazer uma polissonografia ou exame de sono pode ajudar a reverter a situação. Confira!

 

Programe-se!

Quatro horas antes de deitar, você já deve cortar bebidas com cafeína ou álcool. Isso porque a cafeína é um potente estimulante que pode causar insônia ou despertar noturno. Já o álcool pode causar dores de estômago e azia, além de aumentar a vontade de urinar, interrompendo seu descanso.

 

Crie uma rotina

Deite-se sempre no mesmo horário para que seu metabolismo se acostume. De fim de semana, procure manter a rotina.

 

Mantenha o quarto agradável

Ao acordar, faça sempre a cama para protegê-la da poeira. E, à noite, feche as janelas para que a temperatura interna fique entre 18ºC e 25ºC. Vale também ter cortinas no quarto, para que você não desperte antes da hora com a claridade.

 

Jante três horas antes de deitar

Nada de deitar de estômago cheio. É necessário que sua digestão seja feita por completo para que seu sono seja mais tranquilo.

 

Mantenha os eletrônicos desligados

Os aparelhos eletrônicos, como a televisão, telefones celulares e tablets emitem uma luz que é inimiga do descanso. Diversos estudos já comprovaram isso. Portanto, mantenha-os longe do quarto.

 

Verifique se não sofre com distúrbios de sono, como ronco, com exames como a polissonografia

Um exame de sono, também chamado de polissonografia, pode ajudar a diagnosticar se você está com algum distúrbio do sono, como a apneia do sono. Seus sintomas são fáceis de serem identificados, mas apenas um exame do sono poderá constatar de fato o problema.


Entre os sintomas, temos o ronco alto seguido de engasgamento e despertar noturno.
Converse sempre com seu médico e, caso necessário, solicite a prescrição da polissonografia.

 

Como é feita a polissonografia?

Diante de distúrbios do sono, como ronco excessivo, suspeita de apneia, insônia, despertar noturno, entre outros problemas, o médico pode solicitar que você marque uma polissonografia ou exame de sono.

Trata-se de um exame realizado enquanto você dorme, para medir seus batimentos cardíacos, monitorar sua respiração e ronco e diagnosticar exatamente qual distúrbio se faz presente e precisa ser tratado.

E não precisa ter medo ou receio: a polissonografia não dói e não é um exame de sono invasivo.

 

Texto desenvolvido pela Equipe da HospSono, laboratório referência em estudos do sono e adaptação de CPAP.  

 

Fique por dentro dos eventos relacionados aos distúrbios do sono

- Curso de abordagem terapêutica nos distúrbios do sono (teórico-prático) em São Paulo. 

20 e 21 de maio de 2017.

Em breve mais informações no site: www.physiocursossp.com.br

Realização: Physio Cursos, Physical Care e Hospsono

 

 

 

                                                                                                                                                                                          

                                                         

 

Please reload

Postagens recentes
Please reload

Arquivos
Please reload

Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Convênios
2 - FABIC_LOGO_2018_fundotransparent.png
Faça parte da nossa rede social
  • Wix Facebook page